Além da fotografia

Até o próximo dia 25 de janeiro, quem visitar o Centro Cultural Justiça Federal, no Centro do Rio de Janeiro, poderá ver de perto o trabalho de um dos maiores fotógrafos da natureza brasileira: Luiz Cláudio Marigo.

Falecido em junho de 2014 após não receber atendimento médico em frente ao Instituo Nacional de Cardiologia, em Laranjeiras, no Rio de Janeiro, Marigo dedicou sua carreira a percorrer e registrar as belezas naturais do país. Na mostra em sua homenagem, estão reunidas 37 fotos, que retratam principalmente a fauna brasileira.

A exposição traz também depoimentos em vídeo do fotógrafo sobre suas experiências e projeções de algumas fotos de destaque em sua carreira, marcada pela preocupação de despertar nas pessoas a consciência pela necessidade de preservar a natureza. “Espero que o meu trabalho transmita a mesma alegria e emoção que sinto nos ambientes selvagens e que as minhas fotografias não se transformem apenas em mais um documento do passado”, disse o fotógrafo em sua página pessoal

Além de fotógrafo, Marigo era ambientalista. Esse espírito de conservação deu fruto a trabalhos significativos, como uma expedição científica em 1990 na qual ele encontrou e clicou no sertão uma ararinha-azul, que se acreditava estar extinta na natureza naquela época. O achado provocou mobilização pela conservação da espécie.

Ararinha-azul
Em expedição surpreendente, o fotógrafo Marigo descobriu que a ararinha-azul não estava extinta, como imaginavam os especialistas na época. (foto: divulgação)

Entre outras ações para conservar a natureza, Marigo criou em 1996, com o biólogo José Márcio Ayres, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, em Tefé, Amazonas. Com cerca de 1 milhão de hectares, o local serviu como cenário de muitas de suas fotos.

Seu trabalho foi reconhecido durante sua carreira. Em 1987, Marigo foi o primeiro fotógrafo brasileiro a ganhar o primeiro lugar no conceituado concurso inglês Wildlife Photographer of the Year, com a foto de um lobo-guará em Caraça, Minas Gerais. Em 2011, seu livro Fotografia de Natureza -– Teoria e Prática ganhou o prêmio Jabuti na categoria de melhor livro de fotografia.

Veja mais imagens da exposição.

 

Exposição ‘Luiz Cláudio Marigo – Fotógrafo e Ambientalista’
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 – Centro, Rio de Janeiro (RJ)
De terça a domingo, das 12h às 19h
Entrada gratuita

 

Lucas Lucariny
Ciência Hoje On-line

Matéria publicada em 06.01.2015

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Inovação no ensino de bioquímica

Livro resultante de um projeto que reúne pesquisadores de cinco países, entre eles o Brasil, usa uma abordagem inovadora para ensinar bioquímica a alunos de nível superior na área de saúde.

Parceria contra câncer e bactérias patogênicas

Resultados de estudos sobre os mecanismos de entrada das proteínas virais nas células, feitos por pesquisadores brasileiros e portugueses, deram origem a um projeto para o desenvolvimento de fármacos para o combate de diversas doenças.