Antropoceno: uma nova época?

Transformações da paisagem terrestre provocadas pela ação humana podem configurar o mais recente recorte na escala de tempo geológico. Não podemos mais compreender a natureza sem compreender a sociedade.

A presença humana na Terra vem transformando drasticamente a paisagem do planeta. As civilizações têm alterado os geossistemas, criando novos relevos na superfície da crosta terrestre. Grandes planícies úmidas viraram vales secos para acomodar as cidades; morros deram lugar a grandes buracos escavados pela mineração; enseadas e baías ganharam área em relação aos oceanos a partir de sucessivos aterros. Cientistas se perguntam se essas mudanças não teriam inaugurado uma nova época geológica, e alguns deles já a reconhecem como um tempo em que a ação humana sobre o planeta é dominante: o Antropoceno.

 

Como não há relógios suficientes para contar o tempo do nosso planeta, os cientistas recorrem àquilo que temos de mais perene para resgatar nossa história: as rochas e os sedimentos. Existem rochas tão antigas que testemunharam as civilizações pré-históricas, os grandes dinossauros e até a infância da Terra.

Para contar uma história tão longa, que já passa de 4,5 bilhões de anos, recortamos o tempo em fatias, e cada fatia em outras, ainda menores, e, assim, chegamos às chamadas eras geológicas. Mas cada era pode ser dividida em períodos de tempo ainda menores, que marcam características específicas da formação dos materiais e das paisagens terrestres: as épocas.

Miguel Fernandes Felippe

Departamento de Geociências
Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Open chat
Powered by