Como a observação de aves pode beneficiar o ensino de biologia

Ir além da teoria das salas de aula pode ajudar estudantes a se interessarem mais pela disciplina e a contribuírem para a conservação de aves em nível mundial.

O ensino da biologia pode ficar mais interessante e atrativo se os alunos tiverem acesso a experiências práticas, aproveitando o ambiente próximo de suas escolas para atividades aparentemente simples, como a observação de aves. E, no Brasil, o potencial dessa atividade é enorme. Afinal,aqui existem mais de 1.990 espécies de pássaros. Observar esses vertebrados alados possibilita aos estudantes contato com situações concretas relacionadas a temas de ecologia, zoologia e evolução, por exemplo, que costumam ser discutidos em sala de aula apenas de forma teórica.

Essa abordagem vinculada à interpretação da realidade na qual os alunos estão inseridos está de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), recentemente homologada pelo Ministério da Educação(MEC), que preconiza que o aprendizado ativo ocorre quando se transcende a memorização, e os estudantes são expostos a situações educativas que privilegiam a reflexão e a investigação. Pois quando se está em campo observando e coletando dados sobre as aves, esses dinossauros vivos, a reflexão e a investigação são fenômenos comuns, que acontecem em consequência da própria atividade.

O bem-te-vi (Pitangus sulphuratus) possui um canto característico, que, associado à sua coloração amarela, o torna facilmente identificável
Crédito: João Martins

João de Jesus Martins

Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional (ProfBio)

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

CONTEÚDO RELACIONADO

Quase três séculos de atraso

O estudo das reparações por erros históricos, como a escravidão nas Américas, pode lançar luz na luta por justiça social, no combate ao racismo, à supremacia branca e às desigualdades raciais.

Sexualidade e gênero na pauta da escola

Reflexões resultantes do diálogo entre uma professora do ensino médio e um pesquisador na área de educação, gênero e sexualidade.