Imunoterapia: o corpo contra o câncer

Terapias que usam o nosso sistema imunológico para combater a doença avançam rapidamente do laboratório para a clínica, com bons resultados e aumento da expectativa de vida de pacientes.

 

Terapias que mobilizam o sistema imunológico contra o câncer estão melhorando drasticamente o tratamento de muitas pessoas, e as pesquisas nessa área estão avançando rapidamente do laboratório para a clínica. A contribuição do sistema imune na resposta anticâncer já não é mais controversa, principalmente porque tem trazido muitos benefícios aos pacientes.

A imunoterapia é uma abordagem totalmente diferente na maneira de tratar o câncer. Ela se baseia no redirecionamento do sistema imune, e não nas características do tumor em si, como fazem as terapias alvo-específicas, que atacam as proteínas acometidas pelas alterações genéticas.

Mas, afinal, como o nosso sistema imunológico pode combater certos tipos de câncer? Para entender como funcionam esses tratamentos, é preciso antes compreender como é a resposta imune de nosso organismo a essa doença.

IlanaZalcberg e Luciana Gutiyama
Instituto Nacional do Câncer, Rio de Janeiro (RJ)

Diego Coutinho
Universidade de Columbia, Nova York (NY)

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

CONTEÚDO RELACIONADO

Química, religião e política

Considerado pelos norte-americanos como o descobridor do oxigênio, o britânico Joseph Priestley transitou por diversas áreas, deixando um vasto e importante legado em todas elas.

Mães fumantes, filhos obesos

Estudo em animais mostra que tabagismo durante o período da amamentação aumenta a probabilidade de bebês apresentarem sobrepeso na vida adulta, mesmo quando as mães pararam de fumar na gestação.