O negócio da educação

Grandes empresas da área vêm ocupando o espaço das políticas públicas no ensino básico, mas sem resultar em melhoria da qualidade.

Matéria publicada em 19.07.2018

COMENTÁRIOS

  • Maria Amélia Lucas Chaves

    Adorei essa publicação. Professora de Educação Básica, amante da aprendizagem continua. Tenho visto o grande investimento das instituições privadas na formação do professor isso é claro em parceria com o Governo do Estado. Na ultima Jornada de Planejamento Pedagógico sobre as competências socioemoicionais, todo material para a discussão era de instituições privadas,, sem falar a facilidade com que o governo permite essas intromissões, sem nenhum retorno em melhoria a educação básica e um desgaste de professor em produzir levantamento de dados que seja utilizados para a melhoria da educação pública.Tá faltando política de Estado.

    Publicado em 24 de julho de 2018 Responder

  • Luciano

    Muito esclarecedora.

    Publicado em 13 de agosto de 2018 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Biohacking, o que é isso?

Privadas capazes de analisar fezes e urina. Cidades iluminadas por organismos vivos. Obras de arte produzidas por organismos geneticamente modificados. Tudo criação de biohackers!

Pioneira na genética

Primeira mulher a se doutorar em história natural no Brasil, Chana Malogolowkin descobriu uma linhagem de drosófilas que não gerava machos, e usou, pela primeira vez, os órgãos genitais dessas moscas para classificar as espécies irmãs.