Quer ser rápido como o The Flash? Melhor não

Embora pareça vantajosa, a supervelocidade esmagaria uma pessoa comum se não for acompanhada de outros poderes.

 

Se algum dia, por motivos que com certeza serão muito estranhos, você puder ter o poder de um super-herói, lembre-se de NÃO escolher a supervelocidade, a não ser que ela venha acompanhada de uma aura anti atrito no corpo e uma de atrito nos pés. Isso é absolutamente importante. Eu explico. 

Imagine uma formiga caindo de um prédio muito alto. A aceleração da gravidade fará com que sua velocidade aumente 35 km/h a cada segundo. Com isso, se ela levar 10 segundos para cair, chegará ao chão com uma velocidade de 350 km/h. Certo? Na verdade, não.

Quanto mais rápido um corpo se movimenta, mais o ar oferece resistência a esse movimento. No caso da nossa formiga, que é extremamente leve, quando a sua velocidade chega a aproximadamente 10 km/h (e isso acontece em menos de um segundo de queda livre), a força de atrito que o ar exerce sobre ela se iguala à força da gravidade. Por causa disso, a sua velocidade se torna constante. Assim, se a formiga cair de um banquinho no seu quarto ou de um avião, chegará com a mesma velocidade ao solo e – pasme! –provavelmente sobreviverá, nas duas quedas.

Lucas Miranda
Editor do blog Ciência Nerd
Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor),
Universidade Estadual de Campinas

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

CONTEÚDO RELACIONADO

Leite materno, fígado e sistema imune: relação íntima

Interromper a amamentação pode prejudicar uma função pouco conhecida do fígado de bebês e torná-los mais suscetíveis a doenças medicamentosas ao longo da vida

Mary Anning, a caçadora de fósseis

Paleontóloga inglesa foi pouco considerada por seus pares, apesar de acumular em seu currículo um grande número de achados jurássicos e da importância de suas descobertas para a ciência.