GEOinformação

A Geoinformação na evolução da humanidade

Da pré-história, passando pela antiguidade, pela idade média, pelo renascimento, até os dias atuais, as geoinformações sempre estiveram presentes.

Um mundo feito de objetos, não de pixels

As imagens de sensoriamento remoto, compostas por pixels, limitam o reconhecimento dos objetos geográficos por elas representados, ao restringir sua caracterização a cores e tons, ignorando o contexto espacial.

Índices de vegetação: o que dizem?

Desde os anos 1960, muitos índices foram propostos com o intuito de facilitar o diagnóstico e o monitoramento de áreas verdes no mundo todo. Esses valores são usados na análise de variados problemas.

Quão longe é Remoto?

O registro remoto de dados é usado em muitas áreas do conhecimento. A distância em que o sensor pode se encontrar do alvo varia muito, possibilitando aplicações que vão da medicina à astronomia!

Nem plana, nem redonda: definir a forma exata da Terra é um desafio

O aperfeiçoamento constante dos métodos para construir a representação do nosso planeta aumenta a exatidão em mapeamentos e medições.

Posso usar a sua localização?

O registro cada vez mais preciso de dados no espaço e no tempo tem levado a avanços na representação e compreensão de vários fenômenos.