GEOinformação

Cartografia participativa: a voz no mapa!

As tecnologias modernas têm permitido a participação mais rápida e ativa de variados atores na construção de representações espaciais que agregam uma ampla gama de informações e são usadas para compreender diversos fenômenos.

Um mundo feito de objetos, não de pixels

As imagens de sensoriamento remoto, compostas por pixels, limitam o reconhecimento dos objetos geográficos por elas representados, ao restringir sua caracterização a cores e tons, ignorando o contexto espacial.

Índices de vegetação: o que dizem?

Desde os anos 1960, muitos índices foram propostos com o intuito de facilitar o diagnóstico e o monitoramento de áreas verdes no mundo todo. Esses valores são usados na análise de variados problemas.

Quão longe é Remoto?

O registro remoto de dados é usado em muitas áreas do conhecimento. A distância em que o sensor pode se encontrar do alvo varia muito, possibilitando aplicações que vão da medicina à astronomia!

O ‘geo’ no marketing

Como mapas podem auxiliar na estratégia de vendas, otimizando serviços e favorecendo o encontro entre oferta e procura?

Estamos no mapa

Cada vez mais preciso, sistema que permite localizar um ponto em qualquer parte do mundo é aplicado em diversas áreas e se populariza, com vantagens e perigos.

Nem plana, nem redonda: definir a forma exata da Terra é um desafio

O aperfeiçoamento constante dos métodos para construir a representação do nosso planeta aumenta a exatidão em mapeamentos e medições.

Posso usar a sua localização?

O registro cada vez mais preciso de dados no espaço e no tempo tem levado a avanços na representação e compreensão de vários fenômenos.

Abrir Chat