PALAVREADO Ciência Hoje Colunas

Sírio Possenti

Desde outubro de 2011, a coluna ‘Palavreado’ traz textos do linguista Sírio Possenti, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Com temáticas variadas, os escritos são baseados em fatos, observações e opiniões que circulam sobre a língua na academia, na mídia e na rua.

PALAVREADO Ciência Hoje Colunas
Sírio Possenti

Desde outubro de 2011, a coluna ‘Palavreado’ traz textos do linguista Sírio Possenti, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Com temáticas variadas, os escritos são baseados em fatos, observações e opiniões que circulam sobre a língua na academia, na mídia e na rua.

Ipsis litteris

Linguista Sírio Possenti condena mania atual de tentar ‘corrigir’ expressões correntes e populares da língua para torná-las mais literais. O que dizer de ‘risco de vida’, ‘Matar a cobra e mostrar a cobra’ e, pior, ‘Quem tem boca vaia Roma’?

Algumas propriedades das línguas

Em sua coluna de julho, Sírio Possenti apresenta fenômenos que mostram que os significados das palavras não são universais e que cada idioma expressa uma visão de mundo própria.

Por que falamos como falamos?

Em sua coluna de junho, Sírio Possenti apresenta teorias que buscam explicar as diferenças entre o português falado no Brasil e em Portugal. O linguista dá exemplos de construções compartilhadas por brasileiros e falantes de línguas do grupo Bantu.

Um caso especial de concordância

Em sua coluna de maio, o linguista Sírio Possenti propõe hipótese mais geral a uma exceção específica às regras de concordância verbal. Esta levaria em conta fenômeno cada vez mais frequente no uso da língua portuguesa.

As relativas

Em sua coluna de abril, o linguista Sírio Possenti analisa o caso das orações relativas, mostrando como algumas aplicações consideradas ‘erradas’ obedecem a regras regulares e, portanto, não devem ser tidas como incorretas.

Regra?

As sempre polêmicas concordâncias verbais são tema da coluna ‘Palavreado’ de março. Sírio Possenti critica as explicações puramente gramaticais – e as longas listas de exceções – para relações mais complexas entre sujeito e verbo.

Escopos e piadas

Em sua coluna de fevereiro, Sírio Possenti mostra como o simples posicionamento das palavras pode dar lugar a leituras bem diferentes de uma mesma oração – e como isso pode abrir precedentes para mal-entendidos e gozações.

Casos controversos

Boas teorias linguísticas devem dispor de explicações coerentes para analisar fatos complexos da língua, defende Sírio Possenti. Em sua coluna de janeiro, o linguista lança mão da gramática gerativa para examinar a estrutura de orações sinônimas.

Abrir Chat