Ciência hoje ganha prêmio de jornalismo

Os jornalistas Thaís Fernandes, Fred Furtado e Roberto Barros de Carvalho, da revista Ciência Hoje , foram agraciados com um prêmio de jornalismo concedido pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip). Os três receberam a menção honrosa na categoria revista pela série de reportagens sobre petróleo e gás publicada entre maio de 2002 e abril de 2003.

Reportagem da Seção Especial Petróleo e Gás publicada em dezembro de 2002 na revista Ciência Hoje

O material premiado constituiu uma seção publicada ao longo de um ano na revista Ciência Hoje . Com oito páginas mensais, a Seção Especial Petróleo e Gás apresentou aos leitores os principais avanços realizados em centros de pesquisa brasileiros no desenvolvimento de tecnologias ligadas a esses recursos naturais.

O projeto dessa seção foi apoiado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), aprovado pelo Comitê Gestor do CTPetro e patrocinado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que é gestora dos recursos do Fundo.

A reportagem do material premiado ficou por conta de Thaís Fernandes e Fred Furtado; Roberto Barros de Carvalho se encarregou da edição de texto. Pelo prêmio recebido, os três dividirão a quantia de R$ 1500. “Esse prêmio representa o reconhecimento de um trabalho que trouxe ao público vários aspectos da pesquisa sobre petróleo e gás no Brasil”, avalia Thaís Fernandes.

O Prêmio Onip de Jornalismo foi instituído em 2001 e se encontra em sua terceira edição. Ele é concedido às melhores reportagens sobre o setor de petróleo e gás publicadas em jornais e revistas de circulação nacional. O objetivo é incentivar a publicação de matérias sobre a atividade petrolífera no país, nas áreas de exploração e produção, refino e processamento, transporte e distribuição e indústria de suprimentos de bens e serviços.

Na categoria jornal, a vencedora desta edição do prêmio foi a jornalista Sabrina Lorenzi, da Gazeta Mercantil , com a matéria “Petrolíferas lutam para manter áreas de exploração”. Na categoria revista, levou o prêmio a jornalista Beatriz Cardoso, editora da TN Petróleo , pela reportagem “Marlim — o ativo-rei da Bacia de Campos”. Além da menção honrosa para o trio de jornalistas da Ciência Hoje , uma outra foi concedida a Gustavo Belesa, do jornal capixaba A Gazeta , pela série “O petróleo no Espírito Santo”.

O Prêmio Onip de Jornalismo recebeu nesta edição a inscrição de 65 trabalhos. Os resultados foram divulgados em 5 de agosto no Rio de Janeiro.

Bernardo Esteves
Ciência Hoje on-line
06/08/03