Um desafio digital

Um dado facilmente observável entre crianças e jovens da atualidade: eles estão cada vez mais conectados. Com a popularização de smartphones e tablets, um número crescente de crianças utiliza esses aparelhos como ferramentas de comunicação e entretenimento. Por que não colocá-los, também, a serviço da divulgação científica? É nesse sentido que a Ciência Hoje das Crianças apresenta dois projetos desenvolvidos especificamente para plataformas móveis: o aplicativo ‘Experimentos do Rex’ e o e-book Você sabia?.

Disponíveis gratuitamente para dispositivos com sistema operacional Android ou iOS, os novos produtos unem o conteúdo da CHC, com o rigor científico e a linguagem atraente que são marca registrada da revista, às novas tecnologias e recursos interativos.

Experimentos do Rex
Cada experimento está dividido em etapas. Para cumpri-las, o usuário deve usar recursos como tocar a tela, sacudir ou inclinar o aparelho. (imagem: Reprodução)

O aplicativo ‘Experimentos do Rex’ traz diversas experiências virtuais: o usuário vai misturar, balançar, apertar e interagir de todas as formas com objetos do dia a dia, para cumprir os vários experimentos. Cada atividade começa com a seleção dos materiais necessários e segue algumas etapas até a conclusão, com uma breve explicação sobre os fenômenos envolvidos e um vídeo para quem quiser reproduzir o experimento fora da tela. O aplicativo foi desenvolvido em parceria com o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Já o livro virtual Você sabia? traz respostas para curioso nenhum botar defeito: entre os temas abordados estão lixo espacial, dinossauros que viveram em São Paulo, múmias brasileiras, bichos que se fingem de mortos e muito mais. Além dos textos recheados de informações produzidos por cientistas, a publicação reúne vídeos, jogos e outros recursos interativos. Fruto de uma parceria do ICH com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e com apoio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), o e-book recém-lançado é o primeiro de uma série de três livros digitais baseados no conteúdo da Ciência Hoje das Crianças. As outras duas edições serão concluídas ainda em 2015. 

Futuro digital

A escolha das crianças como público para esses novos passos no mundo digital não foi por acaso – ela reflete a emergência de uma geração que já nasceu na era da interatividade e também um compromisso do Instituto Ciência Hoje.

'E-book' 'Você sabia?'
Além dos textos reeditados da CHC, o livro virtual traz recursos interativos, como galerias de imagens, vídeos e jogos. (imagem: Reprodução)

“As mídias digitais são um terreno muito promissor para a divulgação científica, por incorporarem novos elementos que tornam as possibilidades de divulgação mais interessantes, como o movimento e a interatividade, e por atraírem cada vez mais o público de jovem”, avalia o físico Alberto Passos Guimarães, diretor-presidente do ICH, que coordenou o projeto ‘Experimentos do Rex’. “Pretendemos construir, com o apoio de instituições parceiras, a expertise necessária para criar novos tipos de produtos e ampliar nosso leque de atividades de divulgação, de forma a chegar a esse público sempre conectado, que trafegará facilmente entre nossas publicações, interagindo, jogando e opinando”.

“As mídias digitais são um terreno muito promissor para a divulgação científica”

O biólogo Salvatore Siciliano, pesquisador da Fiocruz e editor científico da CHC, destaca a importância de uma iniciativa como esta em meio a um mercado pobre em conteúdos científicos digitais de qualidade, em língua portuguesa, voltados aos jovens. “Crianças são naturalmente curiosas, buscam entender como funciona o mundo ao seu redor”, comenta Salvatore, que é coordenador do projeto dos e-books da CHC. “Elas são abertas ao conhecimento científico quando apresentado de forma atraente, com linguagem e plataformas adequadas”.

Por isso mesmo, o ICH já desenvolve há décadas um trabalho voltado à divulgação da ciência para as crianças: desde 1986 publica a Ciência Hoje das Crianças e, em 2001, criou o Programa Ciência Hoje de Apoio à Educação. “É um trabalho estratégico. Apostamos no futuro e procuramos contribuir para a criação de um país no qual a ciência estará mais presente na educação e trará mais benefícios para a sociedade”, pondera Guimarães. “Se o interesse das crianças está nas novas mídias, temos que explorar as novas possibilidades que se abriram”, conclui.

Baixe o aplicativo ‘Experimentos do Rex’:
Versão para Android  / Versão para iOS

Baixe o e-book Você sabia?:
Versão para Android  / Versão para iOS

 

Matéria publicada em 12.06.2015

COMENTÁRIOS

  • 1234567890p0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    seu lixi

    87
    543

    R2362OU4GUGFUEHGHVTFITFVTCFI7TADFF GWE7F 7787FYR YFdrdftvvvbn

    cx
    BFZerw~\lt0k4iw[-94u89ÉI

    Publicado em 14 de fevereiro de 2019 Responder

  • 1234567890p0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    seu lixi

    87
    543

    R2362OU4GUGFUEHGHVTFITFVTCFI7TADFF GWE7F 7787FYR YFdrdftvvvbn

    cx
    BFZerw~\lt0k4iw[-94u89ÉI

    Publicado em 14 de fevereiro de 2019 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Estratégia antiviral polivalente

Estudo feito por pesquisadores de Brasil e Portugal identifica moléculas promissoras para o desenvolvimento de fármacos e vacinas contra diversos tipos de vírus.

Inovação no combate a doenças neurológicas

Novas estratégias para o transporte de fármacos até o cérebro abrem portas para o desenvolvimento de terapias para doenças como a de Alzheimer e tumores cerebrais.

Open chat