História do nobel


Em 1895, uma fortuna de 33 milhões de coroas suecas era legada em testamento pelo químico, engenheiro e industrial sueco Alfred Bernhard Nobel (1833-1896) para uma fundação que premiaria anualmente pessoas ou instituições que tivessem contribuído para benefício geral da humanidade em diferentes áreas da ciência, na literatura e na luta pela paz. Superados os primeiros obstáculos, a fundação só começou, de fato, a existir em junho de 1900, e o primeiro conjunto de prêmios — física, química, medicina ou fisiologia, paz e literatura — foi entregue em dezembro de 1901.

Todo ano, no dia 10 de dezembro — data de morte do químico, engenheiro e industrial sueco Alfred Bernhard Nobel (1833-1896) –, várias personalidades que se destacaram nas áreas de Física, Química, Medicina ou Fisiologia, Literatura, Paz e Economia são laureadas com o prêmio Nobel, em Estocolmo, Suécia.

Em testamento assinado, em Paris, no dia 27 de novembro de 1895, Nobel manifestou o desejo de que sua fortuna, cerca de 33 milhões de coroas suecas, fosse destinada a uma Fundação que “anualmente a distribuiria em prêmios àquelas pessoas que teriam materialmente contribuído para benefício da humanidade durante o ano imediatamente precedente”, nos campos da física, química, fisiologia ou medicina, literatura e paz. Ainda como manifestação desse desejo, Nobel enfatizara que não deveria haver discriminação com relação à nacionalidade do premiado.

 

Primeira cerimônia do prêmio na Old Royal Academy of Music

Para a distribuição dos prêmios, Nobel indicou a Academia Real Sueca de Ciências (para escolher os laureados nas áreas de Física e Química), o Instituto Real Carolíneo Médico-Cirúrgico (para os de Medicina ou Fisiologia), a Academia Sueca (para os de Literatura) e o parlamento norueguês (para os da Paz). Mais tarde, em 1968, foi instituído o prêmio Nobel de Economia, patrocinado pelo Banco Sueco, que concedeu o primeiro prêmio em 1969.

 

Logo que seu testamento foi lido, em janeiro de 1897, foi contestado por alguns de seus parentes — Nobel não tinha filhos e nunca se casara. Por outro lado, algumas das instituições designadas por Nobel para a distribuição dos prêmios hesitaram, inicialmente, em assumir tão formidável tarefa. Depois de três anos de discussão, foi criada a Fundação Nobel, em junho de 1900, para tornar realidade o desejo do químico sueco. O primeiro conjunto de prêmios foi entregue no dia 10 de dezembro de 1901.

Ciência Hoje 173, julho 2001
José Maria Filardo Bassalo,
Departamento de Física,
Universidade Federal do Pará.

Você leu apenas a introdução do artigo.
Clique no ícone a seguir para baixar a versão integral (462 KB) Arquivo de formato PDF. Pode ser aberto com o Adobe Acrobat Reader. Baixe gratuitamente de http://www.adobe.com/