Viagem ao Cretáceo

Aposto que o sonho irrealizável de nove entre dez paleontólogos é voltar no tempo. Quanto? Milhões de anos, para ver, cheirar, sentir de perto a presença de tantos seres pré-históricos que estudam, por meio de fósseis, todos os dias. Assim, não chega a surpreender que um livro de ficção escrito por alguém da área tenha a viagem ao Cretáceo como linha condutora. Mas Realidade oculta tem lá suas surpresas.

Escrito por Tito Aureliano, graduando em geologia na Universidade Federal de Pernambuco e um dos autores do blogue Colecionadores de Ossos, o livro começa com uma carta misteriosa, assinada por uma paciente de um manicômio no século 19. Corta. Viaja ao tempo presente, para acompanhar uma equipe de pesquisadores e jornalistas que vai ao Nordeste participar de uma escavação de um misterioso fóssil de dinossauro. E aí começa a aventura…

Detalhes sobre diferentes espécies pré-históricas enriquecem a narrativa. Mas, embora os animais já extintos sejam curiosos e encantadores, a trama tem, na maior parte do livro, um tom obscuro. [SPOILER ALERT!] Dinossauros carnívoros e humanos vivendo no mesmo ambiente? Prepare o estômago, eventualmente personagens serão comidos. Simples assim. [/SPOILER]

Aureliano contou à CH Online que as primeiras ideias para Realidade oculta surgiram ainda na adolescência – fã de ficção científica, ele rascunhou a obra aos 16 anos. O projeto ficou adormecido até que foi encontrado em casa por sua atual esposa, a paleontóloga Aline Ghilardi. Veio dela o incentivo para tirar o livro da gaveta.

“Durante esses anos, eu escrevi muitos capítulos enquanto ela viajava por conta da pós-graduação, e eu lia para ela a distância, para entretê-la. Aline foi a peça-chave para Realidade oculta”, conta o autor. E revela: “Na verdade, a personagem principal é inspirada nela, e boa parte das memórias e situações que aparecem no livro aconteceram de verdade”.

O autor está contente com a repercussão da obra, e garante que Realidade oculta já tem fãs

O autor está contente com a repercussão da obra, e garante que Realidade oculta já tem fãs. “Eles nos enviam ilustrações e sugestões para os próximos livros”, comemora.  O livro, editado de forma independente e, por enquanto, disponível apenas online (286 páginas; R$ 12,24), se beneficiaria de edição e revisão cuidadosas, mas tem o mérito de uma leitura envolvente. Vale conferir, especialmente quem tem uma paixão especial por dinossauros – atire o primeiro fóssil aquele que não tiver!

Quem gostar pode aguardar também novidades para o futuro. Aureliano pretende conciliar o estudo de dinossauros não-avianos, pterrossauros e crocodilos com a literatura de ficção. “Já tenho rascunhos de mais seis livros”, anuncia. Estaremos de olho!

Catarina Chagas
Instituto Ciência Hoje/ RJ

Matéria publicada em 29.02.2016

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Inovação no ensino de bioquímica

Livro resultante de um projeto que reúne pesquisadores de cinco países, entre eles o Brasil, usa uma abordagem inovadora para ensinar bioquímica a alunos de nível superior na área de saúde.

Parceria contra câncer e bactérias patogênicas

Resultados de estudos sobre os mecanismos de entrada das proteínas virais nas células, feitos por pesquisadores brasileiros e portugueses, deram origem a um projeto para o desenvolvimento de fármacos para o combate de diversas doenças.

Open chat