Procurando vida? o nitrogênio é a pista!

Europa, satélite de Júpiter, apontado por especialistas como um provável candidato do Sistema Solar a abirgar vida (foto: Nasa).

Quando o assunto é a busca por vida extraterrestre, logo se pensa em procurar água nos corpos celestes. Nunca se imaginou pesquisar algum outro composto ou elemento, até agora. Pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia propuseram em um artigo publicado recentemente na Science que outra substância muito importante para a vida na Terra fosse procurada: o nitrogênio. Esse elemento está envolvido em vários processos bióticos na Terra e, por isso, poderia indicar a existência de organismos vivos.

“Encontrar qualquer tipo de nitrogênio fixado – como nitritos, nitratos ou amônia – seria interessante”, diz um dos autores do artigo, Kenneth Nealson, em entrevista à CH On-line . “Descobrir a existência e abundância de compostos de carbono e nitrogênio seria um achado importante.”

Porém, nem toda forma de nitrogênio pode significar uma pista sobre a existência de vida. As formas de vida na Terra dependem de compostos de nitrogênio fixados, ou seja, formados a partir da síntese feita por organismos vivos. O ciclo do nitrogênio terrestre envolve bactérias, plantas e animais, que transformam o gás nitrogênio (N 2 ) em compostos aproveitáveis pelos organismos vivos (nitritos, nitratos e amônia). O nitrogênio só existe em sua forma biótica se houver algum organismo vivo que possa efetuar essa transformação.

Segundo os pesquisadores, o nitrogênio em sua forma fixada foi um fator fundamental para que a vida como a entendemos fosse possível. Estudar a presença desses compostos pode esclarecer a história bioquímica do planeta. Por isso, encontrá-los em um dado corpo celeste pode indicar que existe ou existiu vida ali.

Nealson não nega a importância da busca por água em planetas distantes, mas acha que outras possibilidades devem ser exploradas. “Não acreditamos que seja melhor procurar por nitrogênio, só achamos que é um erro não procurá-lo”, defende. “É claro que a água é um fator chave. Porém, a água não vai conseguir mostrar se a vida existiu e já foi extinta enquanto o nitrogênio sim.”

Nenhuma missão espacial tentou procurar nitrogênio fixado em outros planetas ainda. “Nossa intenção é convencer as pessoas a pensar sobre isso e possibilitar a procura de nitrogênio nas próximas missões”, diz.

 

Leia também: Tem alguém aí?

Franciane Lovati
Ciência Hoje On-line
16/05/2006