BIOCONEXÕES Ciência Hoje Colunas

Stevens Rehen

De janeiro de 2011 a dezembro de 2013, a coluna ‘Bioconexões’ apresentou e discutiu as novidades na área de neurociências e terapias celulares. Seu autor, o especialista em células-tronco Stevens Rehen, é professor do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e inaugurou o formato de vídeocoluna na CH Online. O acervo, abaixo, está disponível para consulta.

BIOCONEXÕES Ciência Hoje Colunas
Stevens Rehen

De janeiro de 2011 a dezembro de 2013, a coluna ‘Bioconexões’ apresentou e discutiu as novidades na área de neurociências e terapias celulares. Seu autor, o especialista em células-tronco Stevens Rehen, é professor do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e inaugurou o formato de vídeocoluna na CH Online. O acervo, abaixo, está disponível para consulta.

Cérebro de lutador

No momento em que o MMA cresce em investimentos e popularidade, o biólogo Stevens Rehen fala, em sua coluna de maio, sobre doença comum em atletas de esportes violentos e da importância de informação e proteção para a diminuição dos casos.

Compulsão, vício e recompensa

Como funciona o cérebro de uma pessoa com compulsão sexual e qual é a semelhança entre o comportamento de um dependente químico e alguém com esse transtorno? São perguntas que o colunista Stevens Rehen faz – e responde – à luz do filme ‘Shame’.

Reprogramação campeã

Usando células-tronco reprogramadas de paciente com síndrome de Down, pesquisadores conseguem estudar o desenvolvimento precoce do Alzheimer. Na ‘Bioconexões’ de fevereiro, Stevens Rehen descreve o feito, que consagra a aplicação da técnica na biomedicina.

Modelo ideal

Por meio do estudo de neurônios criados a partir de células da pele de pacientes com Alzheimer, pesquisadores norte-americanos obtêm dados inéditos sobre mecanismos envolvidos no desenvolvimento da doença. O feito é tema da coluna deste mês de Stevens Rehen.

O melhor das pesquisas com células-tronco

Motivado pelas várias retrospectivas feitas nesta época do ano, Stevens Rehen elege, na coluna Bioconexões de dezembro, as descobertas científicas que mais marcaram sua área de atuação em 2011.

As leis da sobrevivência celular

Os estudos com células-tronco embrionárias humanas são recentes e ainda apresentam muitas questões em aberto. Uma delas acaba de ser mais bem compreendida. Pesquisadores identificam as principais anomalias genéticas em culturas dessas células. O biólogo Stevens Rehen comenta o estudo na ‘Bioconexões’ de novembro.

Brilho eterno de um cérebro sem lembranças

Estudo recente faz avançar conhecimento sobre a memória, abrindo uma possível janela para o seu controle. Mas será que isso é desejável? Stevens Rehen descreve o feito, liderado por pesquisadora brasileira, e coloca a questão na sua coluna de outubro.

Lipídeos que fazem o cérebro inchar

Pesquisadores identificam mecanismos por trás da hidrocefalia fetal, doença que afeta gravemente a qualidade de vida de quem a desenvolve. Stevens Rehen, que já integrou a equipe por trás do feito, comenta o estudo em sua coluna de setembro e comemora os avanços na área.