Mulheres na Ciência

Múltipla e pioneira

Sem qualquer sinalização de que seria cientista, Denise Pires de Carvalho sentia-se atraída pela matemática, mas ingressou na medicina. Poderia ter seguido a clínica, mas descobriu-se pesquisadora. Conciliar o laboratório com o ensino não lhe bastou, havia espaço para a gestão. Então, ela se tornou a primeira reitora da UFRJ.

Ser cientista, uma construção

Depois de participar de um programa de iniciação científica liderado por uma mulher, uma madre, a bióloga Lucia Mendonça Previato teve certeza de que a ciência era seu objetivo. Agraciada com diversos prêmios nacionais e internacionais, ela compartilha a sua história.

Orgulho e preconceito

Alvo de bullying na escola, a psicóloga e mulher trans negra Jaqueline Gomes de Jesus conta como os livros e o conhecimento a levaram a superar barreiras e trilhar pelos caminhos da pesquisa acadêmica e do ativismo LGBT, negro e feminista.

Uma vida, dois sonhos

Com potencial para roteiro de filme, a física Vivian Miranda narra uma trajetória de conciliação entre a construção da sua identidade como mulher transexual e a carreira científica.

Cientista de coração

Jovem cientista integrante da Sociedade Brasileira de Astrobiologia troca a biologia pela física e sonha em contribuir para que a ciência seja mais acessível às crianças, especialmente às meninas.

As quatro vidas de uma historiadora

Com uma vitoriosa carreira acadêmica dedicada a dar voz aos que foram silenciados no passado, Hebe Mattos faz um retrospecto das diferentes fases de seu trabalho, que extrapola os muros da universidade com a produção de livros e filmes historiográficos.

Física por prazer e vocação

Cientista e mãe de duas filhas, Andrea Latgé relembra sua trajetória em uma área predominantemente masculina, enfatiza a importância do amor pela profissão e destaca a necessidade de experimentar para encontrar o caminho certo.

Educadora e aprendiz da ciência e da vida

Da área de geografia social, Júlia Adão Bernardes, professora e pesquisadora, narra sua trajetória de décadas na academia, com produção científica sempre comprometida com a superação da exploração e da opressão.