Um calçado que proporciona conforto térmico aos pés, mantendo-os aquecidos ou refrigerados, conforme a necessidade. Essa foi a ideia de Vinicius Lopes e Frederico Liboni, estudantes do curso técnico em eletroeletrônica do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), na escola Márcio Bagueira Leal, em Franca (SP).

Ativado por pilhas recarregáveis e feito com materiais à prova d’água, o calçado foi planejado para proporcionar bem-estar a uma área do corpo que nem sempre recebe os cuidados necessários, e também como um aliado para os diabéticos.

O calçado pode proporcionar variação entre 29ºC e 35ºC, temperatura considerada confortável

O nível elevado de açúcar no sangue pode prejudicar a circulação nos pés dos diabéticos, deixando-os frios e inchados, além de diminuir a sensibilidade no local.

O calçado desenvolvido pelos alunos, com orientação de Alberto Lima, pode proporcionar variação entre 29ºC e 35ºC, temperatura considerada confortável.

Para isso, é utilizada uma pastilha de cerâmica que, quando alimentada por uma corrente elétrica, tem uma face aquecida e outra resfriada. A partir da inversão da corrente, as temperaturas também se invertem – fenômeno conhecido como efeito Peltier.

Botão invisível

As três pilhas necessárias para o funcionamento têm durabilidade de até 10 horas e podem ser recarregadas. Para regular a temperatura, basta acionar um botão abaixo da palmilha: “Assim não fica visível, mas também não atrapalha na hora de pisar”, diz Lopes.

O calçado pode ser exportado para atletas que praticam esportes naneve e usado por turistas

Os pés também ficam protegidos nos dias chuvosos, já que os calçados são feitos de neoprene e lycra, materiais impermeáveis.

O projeto foi apresentado na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, no início deste ano.

Agora, os estudantes pretendem atrair o interesse de algum empresário para introduzir o produto no mercado: “O calçado pode ser exportado para atletas que praticam esportes na neve e também ser usado por turistas em lugares muito frios ou muito quentes”.

Bruna Ventura
Ciência Hoje On-line

Texto originalmente publicado na CH 271 (julho/2010).

Outras Matérias Nesta Edição

614_256 att-21688
614_256 att-21686
614_256 att-21684
614_256 att-21682
614_256 att-21680
614_256 att-21678
614_256 att-21676

Outras Matéras Nesta Categoria

614_256 att-22975
614_256 att-22985
614_256 att-22993
614_256 att-22995
614_256 att-22987
614_256 att-22991
614_256 att-22989
614_256 att-22999
614_256 att-22983
614_256 att-22997
614_256 att-22963
614_256 att-22937
614_256 att-22931
614_256 att-22965
614_256 att-23039