O aumento da expectativa de vida traz grandes desafios para a ciência, entre eles o entendimento e tratamento de doenças neurodegenerativas

O nosso cérebro é fascinante. Ele nos permite pensar, imaginar, agir, falar, coordenar nossos movimentos, armazenar informações e muito mais. Assim, doenças que atinjam o cérebro podem limitar consideravelmente a capacidade de manifestarmos a nossa forma humana.

As chamadas doenças neurodegenerativas constituem um grupo de enfermidades que, em sua maioria, surgem com o envelhecimento. Geralmente, são associadas à demência. Seu exemplo mais comum é a doença de Alzheimer. Com o aumento da expectativa de vida das pessoas, é natural e necessário que a ciência se preocupe em entender como essas doenças se desenvolvem e em identificar potenciais formas de tratá-las.

O que você sabe sobre doenças neurodegenerativas? O que gostaria de saber? Dê a sua opinião. Participe do chat no site da Ciência Hoje para que possamos construir um artigo levando em conta as suas dúvidas e observações. Use a seção abaixo para interagir com o cientista!

Mychael Lourenço
Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis/UFRJ

USE A SEÇÃO ABAIXO PARA INTERAGIR COM O AUTOR

Seu e-mail não será compartilhado com terceiros.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Outros conteúdos desta edição

Outros conteúdos nesta categoria

614_256 att-44762
614_256 att-41984
614_256 att-40811
614_256 att-40183
614_256 att-39238
614_256 att-39054
614_256 att-38753
614_256 att-38187
614_256 att-37506
614_256 att-37204
614_256 att-36078
614_256 att-35909
614_256 att-35770
614_256 att-34277
614_256 att-33894