O bafômetro realmente mede a quantidade de álcool no organismo?


Cabe lembrar que o bafômetro não mede a quantidade de álcool no sangue, mas sim a quantidade de álcool no ar expirado. O ar exalado tem correlação com a concentração de etanol no sangue por um mecanismo semelhante ao das trocas gasosas que ocorrem no pulmão. Por exemplo, 0,2g/L (gramas por litro) de etanol sérico (sanguíneo) correspondem a aproximadamente 0,1mg/L (miligrama por litro) de etanol no ar expirado.

No entanto, há alguns fatores que podem interferir no metabolismo do álcool, como a massa corporal da pessoa, a ingestão de determinados medicamentos e alimentos juntamente com a bebida alcoólica, além da idade do indivíduo.

Pessoas mais velhas e com maior peso corporal tendem a ter menor quantidade de água no corpo, fazendo com que a difusão do álcool nos tecidos seja lenta e, assim, haja maior concentração de álcool no sangue. Esses fatores contribuem para que, ocasionalmente, possam ocorrer pequenos erros no resultado do bafômetro.

Há vários estudos que comprovam a correlação entre o álcool no ar expirado e o álcool no sangue. A pequena variação existente nessa correlação (de 2% a 5%) valida cientificamente o teste.

Wagner Fontes
Instituto de Ciências Biológicas,
Universidade de Brasília

 

Outras Matérias Nesta Edição

Outras Matéras Nesta Categoria

614_256 att-22975
614_256 att-22985
614_256 att-22993
614_256 att-22995
614_256 att-22987
614_256 att-22991
614_256 att-22989
614_256 att-22999
614_256 att-22983
614_256 att-22997
614_256 att-22963
614_256 att-22937
614_256 att-22931
614_256 att-22965
614_256 att-23039