Edição 339 agosto 2016

MATÉRIAS ASSOCIADAS

Pães de açúcar: refúgios de alta biodiversidade

O Pão de Açúcar, ícone das olimpíadas de 2016, é um dos afloramentos rochosos mais famosos do mundo. Entretanto, além do Rio de Janeiro, outras regiões do país também abrigam essas formações, denominadas inselbergs. Essas ‘ilhas terrestres’ inseridas na mata atlântica, bem como em outros biomas brasileiros, abarcam espécies botânicas raras e especializadas, com estratégias diversas para sobreviver em ambientes com condições extremas. Apesar de comuns no território brasileiro e de terem alta diversidade biológica, os pães de açúcar são raramente objeto de estudos botânicos, o que prejudica a promoção de ações para sua conservação.

O ITER

Reator termonuclear em desenvolvimento desde 2006 é promessa de solução para o problema energético global.

Álcool e drogas: evidências e crenças

Em entrevista à CH, especialista questiona a ideia de que, em doses moderadas, o álcool é bom para a saúde.

Filhos depois do câncer

Câncer não é exclusividade de idosos. Muitas pessoas jovens, que ainda não tiveram filhos, recebem o diagnóstico da doença. O dado é preocupante porque, entre os danos causados pelos tratamentos oncológicos, está a infertilidade. Encontrar a solução para a preservação da função reprodutiva após o tratamento anticâncer é o objeto da oncofertilidade, área de pesquisa que se dedica a garantir a chance da procriação biológica a esses pacientes.