Na estante

Um GPS para temas da ciência

O livro pode não ser tudo o que você precisa saber sobre ciência, mas pode ser um incentivo para se descobrir o quanto ela é interessante

A proposta do livro Tudo o que você precisa saber sobre Ciência é se apresentar como um guia de bolso, um GPS, que permita navegar na avalanche de notícias relacionadas à ciência que nos envolve todos os dias. Para tanto, o autor escolhe discorrer sobre 50 temas científicos da atualidade, que vão desde a genomania, passando pelo turismo espacial, até chegar em singularidade tecnológica. Embora tente fugir do formato enciclopédico, é impossível não fazer comparações com os verbetes que faziam parte dos materiais de consulta que despertaram em alguns pesquisadores de hoje seu interesse pelos temas da ciência.

Mas em tempos de redes sociais, de textos cada vez mais sucintos e diretos, a proposta foi de uma estrutura mais moderna para os capítulos. Com uma linguagem clara e didática, o argentino Federico Kusco, especialista em História da Ciência, consegue apresentar os principais conceitos relacionados a cada um dos temas abordados. O livro conta ainda com uma linha do tempo que destaca datas e eventos marcantes para a área e, utilizando o formato jornalístico, apresenta boxes com curiosidades e frases de cientistas importantes.

Tudo o que você precisa saber sobre Ciência
Federico Kukso
Planeta, 2019, 288p.

Digamos que há espaço até para tweets, definições em poucos caracteres da essência do que foi apresentado. “A imagem que tínhamos dos dinossauros mudou drasticamente nos últimos vinte anos” foram as (poucas) palavras escolhidas para sintetizar o capítulo Dinossauros com penas. Nesses tempos de playlists, vale a pena acompanhar a leitura com a trilha sonora proposta para cada um dos capítulos. A seleção é eclética e muito interessante, de Britney Spears a Daft Punk, passando pelos clássicos de Beatles, Led Zepelin, AC/DC e Frank Sinatra.

Vários dos temas apresentados no livro estão na fronteira do conhecimento, muitos deles ainda não consolidados e que constantemente recebem novas contribuições. Como o autor mesmo define, cada livro é uma cápsula do tempo: “Cada um encerra, no espaço infinito que se estende suas palavras, o clima da sua época”. Isso é especialmente interessante na versão original, onde a cronologia apresentada em cada um dos capítulos traz a síntese do conhecimento até a data de lançamento, em 2013. Neste sentido, a versão em português, lançada em 2019, poderia contar com uma atualização dos temas, especialmente no que diz respeito a áreas tão dinâmicas como a biologia molecular, medicina, robótica e computação.


Essa leitura da ciência como processo cultural e político é um instrumento valioso, que nos auxilia na escolha dos caminhos cotidianos, e que nem sempre é aquele mais rápido apresentado pelo GPS

Apesar do título ousado, Tudo o que você precisa saber sobre ciência não se aprofunda em algumas questões importante para a área de divulgação científica. A ciência está inserida em um contexto histórico e dinâmico, e a compreensão dos processos, motivações e interesses que fazem parte de como esse conhecimento foi construído é uma abordagem cada vez mais utilizada em iniciativas de popularização da ciência. Essa leitura da ciência como processo cultural e político é um instrumento valioso, que nos auxilia na escolha dos caminhos cotidianos, e que nem sempre é aquele mais rápido apresentado pelo GPS.

Não podemos dizer que o livro é “tudo o que você precisa saber sobre ciência”. Mas, com uma linguagem dinâmica e moderna, ele cumpre seu papel em despertar o interesse para temas científicos contemporâneos de maneira agradável e compreensível. E descobrir o quanto a ciência pode ser interessante é, sem dúvida, o primeiro passo do que precisamos saber sobre ela.

Rodrigo Arantes Reis

Laboratório Móvel de Educação Científica
Universidade Federal do Paraná

Matéria publicada em 03.01.2020

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Open chat