Aquífero Guarani, um tesouro ameaçado

Patrimônio natural ‘invisível’, com capacidade para abastecer mais de 20 milhões de pessoas, reservatório subterrâneo de água é constantemente ameaçado por decisões equivocadas, públicas ou privadas, e precisa de proteção.

O Sistema Aquífero Guarani é um reservatório de águas subterrâneas que ocupa aproximadamente 1.196.000 quilômetros quadrados nos territórios de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai
Foto: Andrea Bartorelli

Conhecer para proteger. Essa é uma frase muito falada, mas poucos conhecem ‘mais profundamente’o Sistema Aquífero Guarani (SAG). As águas do reservatório subterrâneo possuem excelente potabilidade e beneficiam hoje 9 milhões de pessoas. O SAG ocupa mais de 1.196.000 quilômetros quadrados, sendo que 71% de sua área total estão no Brasil, 19% na Argentina, 6% no Paraguai e 4% no Uruguai(figura 1). Embora a riqueza e os benefícios extraídos do patrimônio natural devessem ser destinados aos povos que ali vivem, o SAG está sob ameaça constante de poluição, contaminação e super explotação, devido a decisões de governos nacionais e locais, empresas e comunidades.

Celso Dal Ré Carneiro
Programa de Pós-Graduação Ensino e História de Ciências da Terra,
Instituto de Geociências,
Universidade Estadual de Campinas
e Conselho Estadual de Monumentos Geológicos do Estado de São Paulo

Valter G. Gonçales
DH Perfuração de Poços Ltda., SP

Virginio Mantesso Neto
Conselho Estadual de Monumentos Geológicos do Estado de São Paulo

Andrea Bartorelli
Consultor em Geologia

Luiz Eduardo Anelli
Instituto de Geociências,
Universidade de São Paulo

Berenice Balsalobre
Museu de Mineralogia Aitiara (Botucatu-SP)

Sueli Yoshinaga Pereira
Programa de Pós-Graduação em Geociências,
Instituto de Geociências,
Universidade Estadual de Campinas

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

CONTEÚDO RELACIONADO

Nióbio: salvação ou promessa brasileira do século 21?

Talvez, você já tenha lido nas redes sociais que a exploração do nióbio seria a ‘salvação’ para a economia do Brasil. Isso procede? O que é fato sobre esse elemento químico? Que propriedades o fazem tão especial?

Deus e o Diabo na literatura dirigida à infância

Como estratégia para conquistar as crianças indígenas, o padre jesuíta José de Anchieta valia-se de autos e recitais de poesia.