Instituto de Física
Universidade de São Paulo

Fascinada pelos mistérios do universo, a cosmóloga Elisa Gouvêa Ferreira conquistou posição de destaque em um território de pesquisa predominantemente masculino. Seu conselho para jovens estudantes é seguir a paixão que os move, guiados mentores entusiastas 

Não posso dizer que a física fosse minha paixão primeira, mas sabia, desde criança, em Brasília, onde nasci, que queria ser uma cientista. A paixão pela natureza e os desafios em entendê-la foram algo que sempre me inspirou.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

725_480 att-79967
725_480 att-79920
725_480 att-79703
725_480 att-79821
725_480 att-79624
725_480 att-79956
614_256 att-79935
725_480 att-79648
725_480 att-79745
725_480 att-79750
725_480 att-74188
725_480 att-79924
725_480 att-79873
725_480 att-79782
725_480 att-79941

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-85635
725_480 att-84907
725_480 att-84594
725_480 att-84249
725_480 att-83821
725_480 att-83402
725_480 att-82989
725_480 att-82567
725_480 att-82044
725_480 att-81633
725_480 att-81084
725_480 att-80729
725_480 att-79148
725_480 att-78801
725_480 att-78477