Vernadsky e o conceito de biosfera

Há quase cem anos, o cientista russo descreveu, em livro essencial, a camada em que convivem todas as formas de vida do planeta e inspirou uma visão de ecologia global

A vida é a característica mais singular da Terra. E a biosfera, camada viva que recobre nossa casa comum, foi descrita há quase cem anos pelo cientista russo Vladimir Vernadsky (1863-1945). Enquanto o termo biosfera e outros conceitos inspirados pela perspectiva de uma ecologia planetária como Gaia, noosfera ou Antropoceno são frequentemente mencionados, Vernadsky não é tão conhecido no mundo ocidental.  

Num dos períodos mais férteis da ciência no país, o russo graduou-se pela Faculdade de Física e Matemática da Universidade de São Petersburgo, sua cidade natal. Durante sua formação, teve contato com grandes cientistas como o químico Dmitry Mendeleyev (1834-1907) e o geólogo Vasily Dokuchaev (1846-1903), com quem começou seus estudos sobre cristalografia e mineralogia. 

Em suas expedições de campo com Dokuchaev para entender a fertilidade dos solos pretos da Ucrânia, Vernadsky tinha especial atenção aos organismos vivos que ocupavam o solo e garantiam sua grande produtividade. A percepção da existência desta camada viva que se distribui sobre toda a superfície terrestre foi o pontapé para o desenvolvimento do seu conceito de biosfera.

Aliny P. F. Pires
Departamento de Ecologia
Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Fabio R. Scarano
Departamento de Ecologia
Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Fabio R. Scarano 

Departamento de Ecologia
Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Abrir Chat