Quão longe é Remoto?

O registro remoto de dados é usado em muitas áreas do conhecimento. A distância em que o sensor pode se encontrar do alvo varia muito, possibilitando aplicações que vão da medicina à astronomia!

 

O sensoriamento remoto é o campo do conhecimento que estuda formas de aquisição de dados a distância objetivando o reconhecimento, a medição e o monitoramento de áreas. Os níveis de aquisição, ditos remotos, podem variar muito, excluindo-se apenas os casos em que há a necessidade de contato direto entre o sensor e o alvo a ser medido.

É importante reforçar que o termo ‘alvo’ foi herdado do fato de a origem do sensoriamento remoto estar atrelada às finalidades militares. Assim, mesmo para fins civis e/ou científicos, mantém-se o termo ‘alvo’ ou target para identificar todo tipo de matéria, cobertura, uso da terra ou objeto que se quer mapear ou acompanhar.

Carla Madureira Cruz

Departamento de Geografia, Instituto de Geociências
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

CONTEÚDO RELACIONADO

Leite materno, fígado e sistema imune: relação íntima

Interromper a amamentação pode prejudicar uma função pouco conhecida do fígado de bebês e torná-los mais suscetíveis a doenças medicamentosas ao longo da vida

Mary Anning, a caçadora de fósseis

Paleontóloga inglesa foi pouco considerada por seus pares, apesar de acumular em seu currículo um grande número de achados jurássicos e da importância de suas descobertas para a ciência.