O registro remoto de dados é usado em muitas áreas do conhecimento. A distância em que o sensor pode se encontrar do alvo varia muito, possibilitando aplicações que vão da medicina à astronomia!

 

O sensoriamento remoto é o campo do conhecimento que estuda formas de aquisição de dados a distância objetivando o reconhecimento, a medição e o monitoramento de áreas. Os níveis de aquisição, ditos remotos, podem variar muito, excluindo-se apenas os casos em que há a necessidade de contato direto entre o sensor e o alvo a ser medido.

É importante reforçar que o termo ‘alvo’ foi herdado do fato de a origem do sensoriamento remoto estar atrelada às finalidades militares. Assim, mesmo para fins civis e/ou científicos, mantém-se o termo ‘alvo’ ou target para identificar todo tipo de matéria, cobertura, uso da terra ou objeto que se quer mapear ou acompanhar.

Carla Madureira Cruz

Departamento de Geografia, Instituto de Geociências
Universidade Federal do Rio de Janeiro

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-32975
614_256 att-32973
614_256 att-27650
614_256 att-32837
614_256 att-32701
614_256 att-32696
614_256 att-32684
614_256 att-32634
614_256 att-32627
614_256 att-32604
614_256 att-32535
614_256 att-32521
614_256 att-32393
614_256 att-32308
614_256 att-32284

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-79341
725_480 att-78545
725_480 att-78444
725_480 att-77334
725_480 att-76516
614_256 att-74235
614_256 att-72377
614_256 att-73097
614_256 att-74328
614_256 att-73500
614_256 att-70713
614_256 att-71871
614_256 att-64598
614_256 att-57301
614_256 att-71325