No inverno, tentamos nos proteger do frio. Mas, ao longo dos últimos 100 anos, os físicos perseguiram um frio extremo, ao levar a matéria a temperaturas baixíssimas. Isso permitiu a descoberta de novos fenômenos e materiais úteis.

Junho marca o início do inverno no hemisfério Sul. É época em que, em regiões de nosso país, temos as temperaturas mais baixas – em particular, no Sul e Sudeste –, diferentemente do Norte e Nordeste, em que essas mudanças são menos acentuadas.

A sensação térmica que sentimos nessa época mais fria deve-se às temperaturas mais baixas. A temperatura típica do corpo humano é entre 36,5º e 37,5º C, mas consideramos uma temperatura ambiente agradável em torno de 25º C. Essa diferença de aproximadamente 11 º C permite que o calor gerado continuamente por nosso corpo tenha um fluxo contínuo para fora dele.

Adilson de Oliveira

Departamento de Física,
Universidade Federal de São Carlos (SP)

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-47450
614_256 att-47320
614_256 att-27650
614_256 att-47311
614_256 att-47299
614_256 att-47264
614_256 att-47252
614_256 att-47237
614_256 att-47196
614_256 att-47176
614_256 att-47185
614_256 att-47168
614_256 att-47136
614_256 att-47120
614_256 att-47114

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-87234
725_480 att-86756
725_480 att-85936
725_480 att-85755
725_480 att-84894
725_480 att-84554
725_480 att-84261
725_480 att-83905
725_480 att-83605
725_480 att-83095
725_480 att-82636
725_480 att-82173
725_480 att-81539
725_480 att-80949
725_480 att-80355