Vozes originárias em movimento

Rede de Historiadorxs Negrxs

Podcast Papo de Parente é um convite a viajar pelo “Brasil do Cocar” e (re)conhecer as histórias originárias e a grande diversidade sociocultural dos povos indígenas no país

Ao escutar Papo de Parente, percebemos duas coisas fundamentais: primeiro, como a realidade dos povos indígenas é tão rica e diversa no Brasil, com uma pluriversalidade de trajetórias e experiências socioculturais que estão devidamente relacionadas com seus territórios de existência; segundo, como ainda sabemos tão pouco sobre tudo isso e seguimos replicando preconceitos coloniais. Mantemo-nos ignorantes diante dessas vozes originárias e das dinâmicas, históricas e contemporâneas, dos povos indígenas. Em pleno século 21, isso não se sustenta mais.

Assim, Papo de Parente se situa como importante ferramenta pedagógica de letramento indígena para o Brasil, num enfrentamento contra certa invisibilidade imposta (ainda) aos povos originários e todo um conjunto de representações imaginadas que reforçam tal condição subalterna, projetada sobre eles. Ao mesmo tempo, o programa bem apresenta, comunica e explica sobre a verdadeira face do chamado “Brasil do Cocar”, esse grande território indígena em sua diversidade sociocultural e na centralidade desses muitos povos enquanto sujeitos de destaque.

Podcast original do Globoplay, Papo de Parente conta com oito episódios. O programa foi conduzido por Célia Xakriabá e Tukumã Pataxó, dois importantes ativistas do movimento indígena no Brasil. Cada episódio teve participação de convidados e convidadas (artistas e outras personalidades, indígenas e não indígenas) que fomentavam as discussões do programa através de uma caixa de perguntas, trazendo certas curiosidades sobre o(s) mundo(s) indígena(s) no Brasil, que foram respondidas com as experiências e saberes ancestrais indígenas que emergem de seus territórios.

Célia Xakriabá e Tukumã Pataxó fazem um chamado urgente para que a sociedade brasileira olhe para seu interior e veja – de fato – os povos originários, suas diferentes culturas e histórias que estão enraizadas nesses territórios tradicionais tão ameaçados atualmente. Ao percorrer por temas importantes sobre a causa indígena no Brasil – participação política, culturas alimentares, jogos tradicionais, festas e rituais, línguas, práticas de cura etc. –, o programa ajuda a desmistificar imagens estereotipadas sobre os indígenas e revelar todo um universo dinâmico desses povos no presente.

Demarcar e indigenizar espaços

Papo de Parente faz parte de um intenso movimento de ocupação indígena de diferentes espaços, da política às mídias sociais, no intuito de potencializar seus protagonismos e demandar respeito a sua autorrepresentação. Como dito por Célia Xakriabá num dos episódios, além de assegurar a demarcação dos territórios indígenas no Brasil, é preciso também demarcar o lugar indígena nas telas e sons. Reivindicar e assegurar esses espaços de comunicação é uma forma estratégica de os povos indígenas garantirem o exercício de sua cidadania, para que eles próprios falem de suas histórias, vivências e percepções.

Desta forma, o podcast demarca um lugar de produção e circulação de conhecimentos, de indigenização do saber sobre as realidades indígenas e de uma quebra efetiva de estereótipos (muito engessados em nosso imaginário) quanto ao que significa ser indígena no Brasil, ontem e hoje. Papo de Parente tem um forte papel educativo antirracista e intercultural, rompendo estigmas sociais e uma retrógrada visão anti-indígena de grande parte da população brasileira. Com isso, demonstra brilhantemente que indigenizar o nosso imaginário e práticas sociais é uma agenda extremamente urgente e necessária, para todas e todos, com o devido respeito e reconhecimento ao protagonismo indígena nesses processos.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

725_480 att-78503
725_480 att-78349
725_480 att-78228
725_480 att-78208
725_480 att-78192
725_480 att-78176
725_480 att-78239
725_480 att-78383
725_480 att-78250
725_480 att-78477
725_480 att-74188
725_480 att-78438
725_480 att-78444
725_480 att-78335
725_480 att-78453

Outros conteúdos nesta categoria