Correspondências entre Einstein e Freud

Há quase 100 anos, dois luminares da ciência trocaram cartas que resultaram numa obra breve, mas profunda, a ponto de hoje nos ajudar a entender a enorme tragédia da invasão da Ucrânia

No começo da década de 1930, Albert Einstein (1879-1955) recebeu um convite do Instituto Internacional de Cooperação Intelectual (antecessor da Unesco): poderia escrever a quem quisesse sobre assunto que fosse de interesse da humanidade. O físico de origem alemã escolheu o psicanalista austríaco Sigmund Freud (1856-1939), e o tema: guerra e mente humana.


Einstein diz que os humanos carregam necessidade latente de ódio e destruição, a qual se manifesta em tempos extraordinários

Cássio Leite Vieira
Historiador da física e jornalista
Especial para a Ciência Hoje

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Abrir Chat