Festinha matemática

Um problema que surge na organização de uma festa nos leva a um clássico da aritmética, estudado na China no século 3. Mas, mesmo tanto tempo depois, essa questão ainda preserva frescor inegável – afinal, festas seguem acontecendo.

CRÉDITO:FOTO ADOBE STOCK

Todo mundo gosta de festas… Mas organizá-las pode ser um trabalho e tanto. Por exemplo, ‘quem não pode ficar com quem na mesma mesa’, para evitar confusão e brigas. 

Na coluna deste mês, vamos tratar de um problema mais simples, mas muito simpático. A ‘festinha matemática’ organizada por Seu Martin tem uma regra imposta pelo anfitrião: cada mesa deve ter o mesmo número de pessoas e, se não der para fazer assim, uma mesa terá menos pessoas.

Marco Moriconi
Instituto de Física,
Universidade Federal Fluminense

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Abrir Chat