Literatura e simpatias

Quem sabe trazendo à baila os primeiros registros das curas miraculosas que remontam ao Império Romano consegue-se elaborar reflexões para compreender o imaginário negacionista dos dias atuais?

Se em pleno século 21, depois de tudo que já foi publicado pela ciência sobre o novo coronavírus, ainda há os que insistem em acreditar na eficácia do ‘kit covid’ para prevenir ou curar a doença, por que não dar um crédito aos tratamentos maravilhosos recolhidos pelo naturalista do século 3, Gayo Plínio Secundo?

Georgina Martins
Curso de Especialização em Literatura Infantil e Juvenil, Faculdade de Letras
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Escritora de livros para crianças e jovens

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-66797
614_256 att-66772
614_256 att-27650
614_256 att-66027
614_256 att-66018
614_256 att-66550
614_256 att-66197
614_256 att-65969
614_256 att-66497
614_256 att-65141
614_256 att-64598
614_256 att-64501
614_256 att-64567
614_256 att-63239
614_256 att-61534

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-85584
614_256 att-85227
725_480 att-84749
725_480 att-84347
725_480 att-83952
725_480 att-83581
725_480 att-82914
725_480 att-82670
725_480 att-82211
725_480 att-81727
725_480 att-81342
725_480 att-80241
725_480 att-79941
725_480 att-79333
725_480 att-78817