A injusta fama do ácido lático

Associado por mais de 50 anos àquela sensação de ‘queimação’ no músculo durante o exercício e às dores do dia seguinte, esse composto orgânico não age como inimigo, mas como protetor. E é muito importante para nosso organismo.

CRÉDITO: FOTO ADOBE STOCK

Segunda-feira é considerado popularmente o dia internacional do “hoje, eu começo a academia” e, apesar de poucos conseguirem cumprir essa promessa, aqueles mais animados costumam sofrer com as dores musculares do dia seguinte. Quem nunca se excedeu num exercício físico ou treino e mal conseguiu andar horas depois? Por muitas décadas, uma pequena molécula produzida nas nossas células foi injustamente responsabilizada por essas dores, o ácido lático. 


Quem nunca se excedeu num exercício físico ou treino e mal conseguiu andar horas depois? Por muitas décadas, uma pequena molécula produzida nas nossas células foi injustamente responsabilizada por essas dores, o ácido lático

Leandro Araujo Lobo
Instituto de Microbiologia Paulo de Góes
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Fernanda Nunes Alvarenga
Bacharel em educação física e ex-atleta da Seleção Brasileira de Natação 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Abrir Chat