As vacas esféricas e a arte das aproximações

Imagine vacas transformadas em ‘bolotas’ de carne e tendo que viver no vácuo. Soa estapafúrdio, não? Mas é com base nessas aproximações que os físicos resolvem muitos problemas complexos e conseguem descrever com precisão a natureza, dos átomos ao cosmos

Muitas vezes, em minhas aulas ou ao orientar meus estudantes de pós-graduação, costumo contar uma anedota muito popular entre os físicos de todo o mundo. Trata-se da piada da vaca esférica. 

Há diversas versões, mas uma delas relata que um produtor de leite queria melhorar a produtividade de sua fazenda e, para isso, contatou uma universidade para ajudar a resolver o problema. 

Adilson de Oliveira

Departamento de Física,
Universidade Federal de São Carlos (SP)

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

614_256 att-54941
614_256 att-27650
614_256 att-54881
614_256 att-54851
614_256 att-54792
614_256 att-54761
614_256 att-54764
614_256 att-54846
614_256 att-54554
614_256 att-54552
614_256 att-54514
614_256 att-54719
614_256 att-54421
614_256 att-54216
614_256 att-54278

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-79523
725_480 att-78535
725_480 att-78335
725_480 att-77268
614_256 att-76019
614_256 att-74183
614_256 att-74287
614_256 att-71588
614_256 att-73297
614_256 att-72188
614_256 att-73631
614_256 att-72843
614_256 att-66018
614_256 att-56443
614_256 att-55480