Dentes que desafiam a evolução dos mamíferos

Museu Nacional/ UFRJ
Academia Brasileira de Ciências

Análise de fóssil brasileiro de 225 milhões de anos revela que o padrão de substituição de dentes considerado exclusivo dos mamíferos surgiu bem antes do que se supunha e sugere uma nova classificação para essa espécie primitiva  

Foto do crânio de Brasilodon quadrangularis, espécie que, diferentemente do que se
pensava, possuía apenas duas gerações de dentes

CRÉDITO: LUIZ F. LOPES

Durante a infância, nós perdemos os chamados ‘dentes de leite’ e, em seguida, ganhamos dentes novos, permanentes. Mas nem todos os animais vertebrados seguem esse padrão. Podemos dizer, de forma simplificada, que há entre os vertebrados três diferentes sistemas de substituição dentária: a polifiodontia, a monofiodontia e a difiodontia.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

725_480 att-79058
725_480 att-79037
725_480 att-79219
725_480 att-79103
725_480 att-79363
725_480 att-79274
614_256 att-79434
725_480 att-79129
725_480 att-79088
725_480 att-79148
725_480 att-79429
725_480 att-79341
725_480 att-79523
725_480 att-79333
725_480 att-79493

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-79924
725_480 att-78949
725_480 att-78438
725_480 att-77713
725_480 att-76056
614_256 att-74224
614_256 att-72540
614_256 att-74322
614_256 att-73545
614_256 att-73094
614_256 att-71903
614_256 att-70706
614_256 att-66197
614_256 att-71222
614_256 att-57093