Educação para ciência, uma vocação desde a infância

Curiosa e estudiosa desde menina, a química Camila Silveira da Silva narra a trajetória que a levou à paixão pela divulgação científica e destaca a importância do ensino público em sua formação

CRÉDITO: FOTO CEDIDA PELA AUTORA

Despontei no mundo em uma família do interior de São Paulo, com fortes personalidades femininas, que muito me mostraram sobre independência e liberdade, ainda que, na maioria das vezes, sem essa intenção. Elas me ensinaram sobre empoderamento, protagonismo e liderança de mulheres, temas que se refletem nas pesquisas e ações que desenvolvo atualmente.

Vivi uma infância lúdica, aguçada por uma mente inquieta e inventiva. A curiosidade pela existência das coisas, o apreço pelas artes e a forte identificação com os estudos fizeram da escola a minha morada, desde os primeiros anos da minha educação formal. Foi durante o ensino fundamental que mais uma paixão se somou à minha existência, a matemática, o universo dos números. 


A curiosidade pela existência das coisas, o apreço pelas artes e a forte identificação com os estudos fizeram da escola a minha morada

Camila Silveira da Silva
Departamento de Química
Universidade Federal do Paraná

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Abrir Chat