Insetos parasitas de dinossauros

Insetos desconhecidos encontrados em pedaços de âmbar de 99 milhões de anos junto com restos de penas indicam que a interação entre esse grupo de invertebrados e animais com penas é muito antiga e possivelmente vinculada ao desenvolvimento desse tipo de estrutura nos dinossauros.

Uma descoberta sensacional: novo grupo de insetos extintos que se alimentavam de penas! Detalhe: viveram há 99 milhões de anos e representam a primeira evidência de insetos parasitando animais com penas na Era Mesozoica – período também conhecido como ‘era dos dinossauros’.

O achado foi publicado por Taiping Gao (Capital Normal University, Pequim, China) e colegas na Nature Communications e se baseia em dois pedaços de âmbar (resina vegetal fossilizada) encontrados no Vale Hukawng, na província de Kachin, na região norte de Mianmar. A fossilização em resina é excepcional e tem trazido novos conhecimentos para a paleontologia.

Cada um dos exemplares contém restos de uma pena parcialmente degradada. Penas em âmbar já haviam sido encontradas anteriormente, mas, nesse caso, havia algo mais: parasitas.

Alexander W. A. Kellner

Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Academia Brasileira de Ciências

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje

Open chat