Por que precisamos de utopias?

Em tempos sombrios, a utopia representa não só a esperança, mas a necessidade urgente de felicidade.

O desejo de ver as coisas melhorarem não adormece. Nunca nos livramos do desejo, ou então nos livramos apenas ilusoriamente {…}
Não é hora de desistir dos desejos. Os que sofrem privações sequer pensam nisso: eles sonham que seus desejos um dia serão realizados.

O Princípio da Esperança, de Ernst Bloch, Contraponto.

 

O homem constrói utopias incessantemente porque deseja, porque tem esperança e porque almeja um futuro melhor. Nesse sentido, as utopias se configuram em resistência a uma vida sufocante, hostil e tenebrosa. São elas o porto seguro para a evasão, para os devaneios que vão acalentar e fortalecer a alma dos homens. A utopia encontra na esperança a sua maior aliada.

Georgina Martins

Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras)
Curso de Especialização em Literatura Infantil e Juvenil, Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Escritora de livros para crianças e jovens

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje